História

A Associação Rural de São Francisco de Paula, foi fundada em 24 de abril de 1934 como uma entidade ou órgão representativo da classe pecuarista. Suas origens centram-se na iniciativa de um líder pecuarista, Sr. Davenir Peixoto Gomes, e alguns colaboradores que detectaram a necessidade de uma organização formal capaz de beneficiar os pecuaristas do município, defendendo seus direitos e buscando incentivos para os mesmos.

Os primeiros encontros dos associados foram realizados na Sociedade Cruzeiro, que foi considerada a sede provisória da Associação. No entanto, apenas em 1942 foi eleita a primeira diretoria da Associação Rural, não remunerada e com mandato de dois anos, podendo haver reeleição. Nesta ocasião, foi eleito o Sr. Emílio de Oliveira Pinto, como presidente, exercendo o cargo no biênio 1942/1944.

Em 1944, a Associação adquiriu uma área de quatro hectares de terra, localizada a 8km da cidade(onde hoje fica o Parque Davenir Peixoto Gomes), com o propósito de construir potreiros e mangueiras e instalar uma balança de pesar gado. No ano seguinte surge a idéia de se construir um escritório rural.

Em 1947, deu-se o início da primeira Campanha do Novilho, em prol da construção da Casa Rural, onde cada associado contribuiu com um novilho. Com os fundos arrecadados, o terceiro presidente da Associação Rural, Sr. Davenir Peixoto Gomes, em 17 de agosto de 1948, efetua a compra de uma modesta casa e um terreno de esquina, localizado na Av. Júlio de Castilhos para sediar a Casa Rural. No local foi instalado um balcão de comércio com venda de produtos destinados a pecuária e a agricultura, para atender as necessidades dos associados.

Ainda, sob a mesma presidência em 27 de fevereiro de 1952 foram adquiridos mais 20 hectares de terras, em anexo aos 4 hectares já existentes, destinados à organização de um parque recreativo para seus associados além, de um espaço para exposições rurais.

Em 7 de março de 1954, sob a presidência do Sr. Almiro da Rosa Teixeira, aconteceu a primeira demonstração de animais de campo a galpão, a Festa Rural, que contou com a apreciação de mais de 3 mil pessoas. Na oportunidade, foi escolhida a 1º Rainha da Associação Rural, a Srta Geni Valim. Em 16 de agosto de 1957, foi lançada a Segunda Campanha do Novilho, desta vez em prol da construção da nova sede da Associação Rural, em alvenaria substituindo a modesta casa de madeira inicialmente adquirida. A nova construção comporta a sede da Associação e possui algumas salas alugadas para serviços ligados a classe ruralista.

A cada nova diretoria eleita aumentavam os investimentos na Associação, especialmente no Parque Rural, onde em 1974 foi realizada a 1º Feira de Terneiros da região.

Em 1975, a Associação perde a sua finalidade primordial de órgão representativo de classe, pois surgem os sindicatos e a classe pecuarista passa a ser representada pelo Sindicato Patronal.

No ano de 1982, por meio de uma assembléia geral, a diretoria decide extinguir as contribuições dos sócios, mantendo-os apenas como associados.

Na gestão 2002/2006, sob a presidência do Sr. José Carlos Teixeira Tedesco, a sede da Associação Rural passa por uma reforma física significativa, com ampliação da loja, melhorias na fachada do prédio, disposição das mercadorias e implantação do uso de uniforme.

Na gestão do Sr. José Lauri Moreira de Lucena, iniciou-se um investimento no aspecto humano. O principal propósito desta iniciativa é desenvolver o potencial humano no quadro de funcionários, aprimorando os serviços na busca da excelência no atendimento aos seus associados e clientes.

Na atual gestão, o Presidente Manoel Rubem Valim Teixeira, em segmento as ações do Presidente anterior, contratou uma consultoria externa, para implantar, estruturar e organizar um sistema de recursos humanos bem como incrementar o sistema de vendas.

A Diretoria também vem desenvolvendo um trabalho voltado a melhorias nas feiras de abril e outubro, buscando cada vez mais, o potencial da pecuária serrana.